SAIBA MAIS

Página Inicial / Saiba Mais

Você sabe a diferença entre vistoria automotiva e inspeção de segurança veicular

Apesar dos nomes parecidos e da ideia que muita gente tem de serem termos sinônimos, a vistoria automotiva é diferente da inspeção de segurança veicular. Cada um destes serviços possuem características particulares e são executados para finalidades diferentes. Ambos são importantes para o consumidor final e asseguram sua segurança, mas de formas distintas.  Vamos explicar a função de cada e deixar tudo claro para você não ter mais dúvidas.

 

Vistoria automotiva

Neste serviço, é feita uma avaliação sobre o estado de conservação do carro e no que diz respeito à questão legal. São analisados itens de identificação como numeração de vidros, câmbio, etiquetas adesivas, eixos e motor, que pode comprovar a originalidade do veículo. Também é vistoriada a numeração de chassi para captar qualquer tipo de adulteração ou problema com o reconhecimento dos números.

 

A pintura é outro item avaliado, pois pode mostrar se o veículo foi restaurado após uma batida. Um momento importante da vistoria de veículos é a pesquisa de procedência que irá examinar se há pendências legais com os órgãos competentes. A perícia veicular é exigida por lei para a transferência de propriedade do automóvel e para contratação de seguro. Em caso de compra e venda, não existe a obrigatoriedade, mas é um serviço que faz muita diferença neste processo.

 

Após a vistoria, é imitido um laudo de vistoria veicular com o histórico sobre as condições do veículo. Vale lembrar que este serviço só pode ser feito por Empresas Credenciadas de Vistorias (ECV’s) para que o laudo tenha validade.

 

Inspeção de segurança veicular: na inspeção, são avaliados itens relacionados à segurança do veículo. Este serviço inclui a análise de equipamentos obrigatórios, a estrutura do carro e condição de rodagem. Este procedimento trata da questão técnica e mecânica sendo que os programas de inspeção oficiais são regulamentados pelo Contran, ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) e Conama (Conselho Nacional do Meio Ambiente) para segurança e emissões de gases.