SAIBA MAIS

Página Inicial / Saiba Mais

Vistoria cautelar: cuidados ao comprar e vender carros usados

Se você está pensando em comprar um carro e acha que a melhor opção é investir em um usado, pois o preço é mais acessível, então fique atento a algumas questões para adquirir um veículo em bom estado. Por se tratar de um automóvel usado é importante que ele passe por uma vistoria automotiva para que você tenha a segurança de saber exatamente o que está adquirindo.

 

Quem compra um carro usado não sabe exatamente quais as condições do motor, lataria, parte elétrica e nem se o veículo possui alguma pendência legal. Por isso, apenas levar a um mecânico, como muita gente faz, não assegura uma investigação completa. Diante deste fato, a vistoria cautelar se apresenta como a melhor opção. Este procedimento irá analisar todos os aspectos do carro, incluindo a condição de originalidade.

 

Com o laudo de vistoria veicular em mãos você conseguirá ter uma visão completa sobre a condição do carro e saberá decidir se vale a pena comprar ou não. A vistoria cautelar veicular pode ser dividida em duas etapas, a primeira verifica a estrutura do automóvel e segunda faz uma investigação sobre os itens que podem identificar o veículo.

 

Quando se fala em mecânica e condição estrutural, entre outros itens, são vistos: painel corta-fogo, tonalidade e espessura da pintura, este procedimento é feito para verificar se o carro foi batido e passou por reparo com a aplicação de massa, por exemplo. E no que diz respeito à análise de originalidade, são conferidos numeração do chassi, motor, etiqueta de identificação e originalidade dos vidros.

 

Outro ponto positivo da vistoria cautelar é a pesquisa sobre a procedência do veículo e histórico. Este processo é importante para identificar carros roubados, clonados, adulterados e com pendências.