SAIBA MAIS

Página Inicial / Saiba Mais

Saiba qual a diferença entre vistoria cautelar e vistoria prévia

Existem várias situações em que vistoria automotiva se torna importante. Podemos destacar os casos de transferência de propriedade de veículo, compra e venda de carros usados ou seminovos ou ainda a contração de seguro. Para atender esta demanda existem dois tipos de serviços: a vistoria prévia e vistoria cautelar. Conheça melhor o que é feito em cada uma delas e quando são necessárias.

 

Vistoria cautelar

Quando você vai comprar um carro usado ou seminovo, qual a garantia que tem sobre a procedência do veículo? Não basta só confiar na palavra do vendedor e nem mesmo pode-se contar apenas com a avaliação de um mecânico. Para ter a segurança de estar adquirindo um automóvel sem adulterações, temos a vistoria cautelar.

 

A vistoria cautelar veicular atende ao mercado de compra e venda de carros usados ou seminovos e tem o objetivo de avaliar se os veículos estão fora dos padrões estabelecidos pelos fabricantes. Para isso, são analisadas numeração de chassi, motor, vidros, câmbio, pintura e lacres da placa. Este tipo de vistoria automotiva também faz uma avaliação sobre a procedência do veículo com um levantamento sobre possíveis restrições, multas e outros tipos de pendências.

 

Investir neste serviço evita que você seja vítima de fraudes e adquira um veículo adulterado. Além de ser um recurso muito usado por compradores, também é importante para vendedores, pois ajuda a facilitar a negociação e venda, pois transmite confiança e transparência.

 

Vistoria prévia

A vistoria prévia busca atestar o estado de conservação do carro e sua existência para a contratação de seguros. É um serviço direcionado ao mercado segurador, financeiras e bancos.  Será avaliada a situação do automotor, vendo se há algum fator que impeça a cobertura do seguro.

Após a inspeção, é emitido um lado de vistoria veicular que apresenta todos os dados levantados. Este documento é usado para a formalização do seguro.