SAIBA MAIS

Página Inicial / Saiba Mais

Carro com multa pode ser transferido?

A transferência de carro é realizada em caso de mudança de propriedade do veículo ou quando este vai para outro estado, pois é necessário para a expedição de nova documentação. Entre as exigências deste procedimento, está a vistoria automotiva, que se trata de uma avaliação sobre a condição física e legal do automotor. Quando pensamos neste processo, é comum que surjam algumas dúvidas, uma delas é: carro com multa pode ser transferido?

 

A resposta é: não! Para que um veículo seja transferido é preciso que esteja sem nenhum tipo de pendência legal, ou seja, as multas devem estar pagas. Um dos recursos que impede a transferência de automóveis com restrições é a vistoria de carros, pois uma das etapas faz uma pesquisa sobre o histórico do carro.

 

Nesta pesquisa, levanta-se informações detalhadas sobre o veículo com base na análise da numeração de chassi, motor e placa. Um dos meios usados é a consulta ao BIN (Base de Índice Nacional) que é um cadastro nacional de informações de órgãos competentes que reúne dados oficiais do Denatran (Departamento Nacional de Trânsito).

 

Vistoria para transferência

 

Existem diferentes tipos de vistoria automotiva, no caso de mudança de dono ou estado/cidade, aplica-se a vistoria para transferência. Neste serviço, são vistoriados os seguintes itens: chassi, motor, vidros, placas, tarjetas, lacres, suspensão, etiquetas de identificação, sistema elétrico (faróis, luz alta, baixa, ré, freio, stop, placa, interna), pneus,  longarinas, painel dash e CRV/CRLV.

 

Após a avaliação, é emitido um laudo de vistoria veicular que irá atestar, entre outras informações, se o carro possui multas sem pagamento. Este documento tem validade em todas as cidades do estado em que a perícia foi feita.

 

Além de evitar que carros com multas sejam transferidos para outro dono, a vistoria para transferência também é importante para assegurar que o novo proprietário não estará comprando um carro com adulterações.